Curriculum

Sobre Mim

Nascido no Porto, Afonso Fesch tem desenvolvido uma intensa atividade performativa na última década, tanto como solista como músico de câmara. Durante a sua formação, o jovem violinista teve a oportunidade de contactar com grandes pedagogos. Mentores como Yossif Grinman, Gerardo Ribeiro, Pavel Vernikov, Dora Schwarzberg, Raphaël Oleg e Ivry Gitlis foram essenciais no seu trajeto artístico.

Afonso tem desenvolvido um especial interesse pela atividade camerística e teve o privilégio de apresentar-se em palco, tanto como músico de câmara ou solista, ao lado de artistas como Giuliano Carmignola, Guy Braunstein, François Benda, Silvia Simonescu, Roland Glassl, Diemut Poppen, Miguel Borges Coelho, Anton Kernjak, Delphine Lizé, Raphaël Oleg, Ivry Gitlis, entre outros.

Entre 2008 e 2014, Afonso Fesch ocupou o cargo de 1º concertino da International Mahler Orchestra em Berlim. Afonso teve o prazer de trabalhar com maestros como Krzysztof Penderecki, Jonathan Nott, Michael Sanderling, Yoel Gamzou, Otto Tausk, Eliahu Inbal e Heinz Holliger. O violinista português apresentou-se como solista convidado com orquestras, entre as quais, a Orquestra Sinfónica de Hamburgo, Staatsorchester Kassel, Orquestra Sinfónica de Basileia, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, International Mahler Orchestra, Orquestra Sinfónica de Harbin, a Orquestra Filarmónica de Estugarda, entre outras.

Ao longo da sua atividade concertista teve a oportunidade de apresentar-se em salas de concerto tais como a Philharmonie Berlin, Konzerthaus Viena, Laeiszhalle Hamburgo, Stadthalle Kassel, Herkulessaal Munique, Liederhalle Estugarda, Casa da Música Porto, Concert Hall Shenzhen e Stadtcasino Basileia

Afonso atua regularmente em diversas formações e grupos contemporâneos, entre os quais, o Remix Ensemble da Casa da Música, tendo trabalhado diretamente com músicos como Jörg Widmann, Harrison Birtwistle, Peter Rundel, Thomas Demenga, Heinz Holliger, entre outros. De mencionar, ainda, o facto de ter gravado a obra Mysteriendramen de Elmar Lampson para a editora col legno. O mesmo compositor dedicou-lhe o concerto para violino e orquestra, cuja estreia aconteceu em Março de 2014 com a Staatsorchester Kassel.

Afonso Fesch foi recentemente escolhido para a posição solo dos segundos violinos da Orquestra Real Dinamarquesa em Copenhaga. Afonso toca num violino de Jean-Baptiste Villaume de 1871, da colecção da própria orquestra.